Antes do exercício físico consulte um ortopedista

A busca por uma vida mais saudável, que combine alimentação equilibrada e atividade física regular, tem sido a escolha de muitos brasileiros. Seja para alcançar o “corpo ideal” ou simplesmente pelo bem-estar e qualidade de vida, a procura por algum tipo de atividade física tem sido cada vez maior.

Entre as escolhas mais comuns estão a musculação, o Crossfit e atividades aeróbicas (corrida, futebol, tênis, entre outros). Entretanto, antes de iniciar uma atividade física, é importante passar por uma avaliação médica geral, consultar um ortopedista e buscar acompanhamento e orientações de um educador físico devidamente habilitado.

​Isso porque movimentos específicos de alguns esportes podem levar a sobrecarga da articulação do ombro e do cotovelo. Não é incomum, por exemplo, que um praticante de tênis apresente dor na região lateral do cotovelo com frequência. Essa dor pode ser resultado da sobrecarga na origem da inserção da musculatura extensora (epicôndilo lateral), quadro conhecido como epicondilite lateral ou “cotovelo do tenista”.

Quando acomete o epicôndilo lateral, pode ser muito difícil manter a prática esportiva. Por isso é importante um programa de exercícios preparado especificamente para cada atleta, mesmo o amador, visando o alongamento capsular e o fortalecimento muscular, para que não ocorra nenhum tipo de lesão durante a atividade esportiva.

Esportes de arremesso, apesar de não tão comuns em nosso meio, também podem sobrecarregar a articulação dos ombros. Outros tipos de atividade física, como a musculação e o Crossfit, podem provocar dor súbita ou progressiva no ombro que, em geral são processos inflamatórios na bursa e nos tendões que formam o manguito rotador. Se não diagnosticado e tratado rapidamente, o quadro pode evoluir para limitação funcional importante, retirando o praticante da sua atividade física por longo período.

​Muitas pessoas já apresentaram, em algum momento da vida, dores no ombro ou cotovelo. Entretanto, é importante distinguir um quadro simples de dor daquele em que já pode haver lesão. A dor pode ser um evento aceitável quando, por exemplo, surge depois de um exercício físico extenuante ou na prática de uma atividade nunca antes realizada. O problema é quando a dor não cessa, devendo alertar para a possibilidade de lesões estruturais mais graves.

​Não restam dúvidas de que a prática de atividade física regular é de extrema importância para a saúde e o bem-estar, sendo válido qualquer exercício físico, desde que com adequada avaliação médica prévia e acompanhamento de educador físico capacitado, sempre respeitando os limites do seu corpo. Diante de sinais e sintomas que possam indicar algum problema nas articulações, procure o médico especialista pois, assim, é possível prevenir lesões mais graves e o afastamento do esporte.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social

COE - Centro de Ortopedia Especializada © 2018

Criado por Plena Estratégias Criativas

Diretor Técnico: Dr. Thiago Caixeta - CRM-GO 13291 / RQE 8070 - Médico Ortopedista e Traumatologista.