Dor nas articulações pode ser artrite reumatoide

January 18, 2019

Você já sentiu rigidez nas mãos e pés ao acordar? Isso pode ser sinal de uma doença inflamatória gradativamente incapacitante e sem cura: a artrite reumatoide. A enfermidade, se não tratada, pode evoluir com deformidade óssea nos dedos.

 

Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), cerca de 2 milhões de brasileiros são vítimas da doença. Apesar do número expressivo, o quadro geral da artrite no Brasil e no mundo é ainda mais assustador. Assim como não existe uma cura para a doença, sua causa também segue desconhecida, mas existem tratamentos para evitar dor e evolução do quadro.

 

Está sentindo dor, mas ainda não procurou um ortopedista?

Segundo estudo da Pfizer, 65% dos profissionais de saúde afirmam que os pacientes não são sinceros sobre seu estado de saúde e 72% dos portadores de artrite não se sentem à vontade para debater seus receios com o médico. No caso da artrite reumatoide, a doença pode se agravar criando deformidades. Portanto, é muito importante buscar um ortopedista ao menor sinal de dor ou incômodo e seguir as recomendações médicas.

 

Em meio ao silêncio e dúvidas do paciente, as articulações seguem se deteriorando a ponto de transformar tarefas diárias básicas - como escovar os dentes, vestir roupa ou mesmo girar a maçaneta da porta -, em verdadeiros desafios.

 

Como é feito o tratamento?

O tratamento mais indicado é, na maioria dos casos, prescrição de medicamentos para o controle da doença e, assim, controle do aparecimento das deformidades. Porém, como é autoimune - doença que faz o sistema imunológico do corpo atacar tecidos saudáveis por engano - e crônica, a artrite pode alternar entre períodos de atividade e dor intensa e aparente dormência, mas segue evoluindo silenciosamente e por isso é crucial seguir o tratamento sem interrupção. Com o tempo, a falta da medicação pode inevitavelmente culminar no procedimento cirúrgico.

 

Como é o procedimento cirúrgico?

Os procedimentos mais realizados são os de limpeza de tendões (tenossinovectomia) e articulações (sinovectomia). Eles visam evitar deformidades e lesões mais graves e são indicados nas fases iniciais da doença. Quando as deformidades já estão instaladas, existem os procedimentos para transferências de tendão, artrodeses ou as artroplastias (substituições de articulações por próteses).

 

Apesar de crônica, as cirurgias são muito efetivas e raramente são necessárias revisões. As tenossinovectomias, por exemplo, têm uma taxa de recidiva de apenas 10% e quando volta a doença se apresenta muito mais branda e menos sintomática.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Hérnia de disco começa com dores nas costas

June 22, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes

July 13, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social

COE - Centro de Ortopedia Especializada © 2018

Criado por Plena Estratégias Criativas

Diretor Técnico: Dr. Thiago Caixeta - CRM-GO 13291 / RQE 8070 - Médico Ortopedista e Traumatologista.