COE - Centro de Ortopedia Especializada © 2018

Criado por Plena Estratégias Criativas

Diretor Técnico: Dr. Thiago Caixeta - CRM-GO 13291 / RQE 8070 - Médico Ortopedista e Traumatologista.


 

Dores no quadril ou coxas? Pode ser artrose

January 16, 2020

Também chamada de coxartrose, a osteoartrose do quadril atinge cerca de 5% da população brasileira e é causada pela degeneração da cartilagem articular entre o fêmur e o quadril. Quando isso ocorre, a superfície que era lisa, se torna áspera e irregular causando dor intensa, principalmente ao caminhar.

 

Algumas tarefas cotidianas como dirigir, cortar as unhas dos pés ou até amarrar o tênis também podem ser muito doloridas. Apesar de ser esperada para pacientes com mais de 70 anos e considerada como um fenômeno natural do envelhecimento, em alguns casos o desgaste da articulação pode ser acelerado, atingindo pacientes jovens.

Possíveis causas

Em alguns casos, a artrose de quadril não apresenta uma causa específica ou conhecida, porém na maior parte das vezes ocorre como consequência de outras doenças. Alguns exemplos podem ser os defeitos congênitos do quadril, artrite reumatoide, necrose avascular perda temporária ou permanente da irrigação de sangue aos ossos) da cabeça femural, doenças ocorridas na infância e após traumatismos.

 

Fique atento aos sintomas

O sintoma inicial é um leve desconforto na virilha, nádegas ou coxas que melhora com repouso. Depois, esses sintomas se intensificam e a dor e rigidez podem ocorrer mesmo em repouso. Muitos pacientes percebem que algo está errado quando têm dificuldade de vestir as meias ou calçar os sapatos, o que já é um sinal de que a cartilagem está fina e irregular.

 

Por fim, quando o tecido cartilaginoso se esgota, a sensação é extremamente dolorosa, pois começa o contato entre os ossos durante os movimentos.  Nesse estágio, o paciente já está com muita diminuição de sua capacidade de exercer movimentos de rotação, flexão e extensão da bacia. Com a limitação para caminhar, o mancar torna-se evidente.

 

Opções de tratamento

Existem vários tipos de tratamentos indicados para a osteoartrose e a escolha dele vai depender da avaliação médica e do estágio da doença. Em casos iniciais, em que ainda não há um desgaste muito importante, usamos medicamentos condroprotetores e realizamos orientações específicas para cada articulação. Nos casos avançados com dor constante e perda de qualidade de vida no cotidiano, o tratamento cirúrgico é indicado. A artroplastia total é um procedimento para substituir a articulação por uma prótese e apresenta resultados satisfatórios com recuperação rápida do paciente.

Como identificar e prevenir?

Ao sentir dores, o paciente deve procurar um médico ortopedista. O diagnóstico da doença nos estágios iniciais pode ser feito por meio de um exame de ressonância magnética, porém em fases mais avançadas, uma simples radiografia da bacia é capaz de detectar a osteoartrose. A prevenção da doença é possível, principalmente, com hábitos de vida saudáveis, como alimentação equilibrada para manter o peso adequado e prática de atividade física de baixo impacto. Para casos com predisposição, o médico pode indicar o uso de medicamentos condroprotetores e, por isso, a procura de um especialista nessa fase é primordial.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Hérnia de disco começa com dores nas costas

June 22, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo